Consulta de emergência! - Parte 1

janeiro 12, 2015

Olá, pessoal!

Já faz uns dias que não apareço por aqui, mas estou de volta pra contar pra vocês o que aconteceu. Bom, eu sou míope (9 graus!) e uso óculos desde os 6 anos de idade e há 5 anos passei a também usar lentes de contato, só que  há uns dias meu olho esquerdo começou a ficar muito vermelho e a me incomodar, no início não dei muita importância por achar que seria uma simples irritação, mas depois vi que era melhor eu ir ao médico.

Eu vou ao oftalmologista sempre uma vez por ano e essa foi a primeira vez que eu fui aqui nos States. Eu achei algumas coisas diferentes comparadas ao Brasil e acredito que a maior delas foi a rapidez durante o atendimento. Cheguei no consultório e falei pra recepcionista sobre meu problema, ela me deu uma ficha pra preencher e logo em seguida meu nome foi chamado. Quem fez o primeiro atendimento foi uma assistente do médico. Ela fez algumas perguntas como histórico familiar e os sintomas que eu estava sentindo, e enquanto perguntava ela digitava tudo no computador. Depois pediu pra eu olhar para as letras que apareceriam e pra eu falar o que eu estava enxergando. Tudo ok, acho que fui bem hahaha.

Ela pegou meus óculos e saiu da sala, voltou falando que o médico já vinha e saiu novamente. Assim que o médico chegou na sala leu o que estava no computador e examinou meu olho. Feito isso, foi digitar mais coisas e ligou para uma assistente pelo telefone que tem na sala. Sim, primeiro foi uma assistente, depois o médico e depois veio outra. Só que isso foi muito rápido. Ele me falou que meu olho estava infeccionado e ia passar um colírio, que era pra ser usado de 4 em 4 horas e depois de dois dias voltar no consultório. Quando o doctor saiu a moça já estava no computador me perguntando qual a farmácia que costumo ir (na ficha antes da consulta também tive que dar essa informação). Ela perguntou isso porque estava enviando pra farmácia a prescrição do médico, ou seja, eu não peguei receita nenhuma, tudo é feito online entre o consultório e a farmácia. Diferente, né?

Depois disso a assistente me levou de volta à recepção, em uma área onde marca a próxima consulta, e daí imprimiram um papel-adesivo com a data e hora do meu retorno. E, pronto, eu já estava liberada! Achei tudo muito ágil e sem muita "aproximação". No Brasil o médico conversa mais e fica mais tempo com cada paciente, já aqui foi só o tempo dele ler minhas informações, olhar meu olho e dar o diagnóstico. Acho que de lá ele foi atender outras pessoas em outras salas.

Bom, gente, comentem aqui em baixo se vocês acharam algo diferente também! Hahah. Amanhã venho contar pra vocês a continuação dessa história, então, até logo!

You Might Also Like

4 comments

  1. Que legal Nay,as coisas ai parecem se muito mais organizadas,isso faz toda diferença na hora do atendimento...Adorei,beijão ♥

    Blog: Garota Rude:3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz diferença mesmo, Mônica! Obrigada pelo comentário haha. Beeijos!

      Excluir
  2. A consulta foi em hospital publico ou particular ?, Se a consulta fosse no SUS você ainda estaria na fila esperando pra ser atendida.
    Achei bem interessante essa ligação entre o hospital e a farmácia, bem que no Brasil poderia ser assim.
    Gostei bastante do post, e cuida direitinho desse olho pra ficar boa logo ein!.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Particular, Leonardo. Infelizmente no Brasil tem disso,e até em alguns particulares demoram :(
      Também achei legal isso com a farmácia, tudo bem prático, bom que o farmacêutico não tem que decifrar a letra do médico kkkk.
      Meu olho já tá melhor, muito obrigada! :D

      Excluir

Translate

Fique por dentro:

Arquivo do blog